sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Entrevista com a Bataclã FC


Esse é o link de um site muito bacana, uma revista eletrônica organizada por um broder das antigas, Carlos Hahn. Tem várias entrevistas de artistas gaúchos, entre esses a Bataclã FC.

...http://www.zoomrs.com/

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Memória de novo


Repique de postagem, mas não é que vale a pena esse negócio? Agora é ouvir a melodia do Serraria...logo abaixo o seu recado:

Essa composição inaugura um novo modo de compor, novas experiências, novas aprendizagens... A letra inicial me foi enviada pelo Marcelo Cougo após pedido meu ao me deparar com sua poesia no blog Mocotó Elétrico. Comigo então ficou a necessidade e o desafio de criar a melodia. A segunda parte de letra fiz quando já tinha brilhado o desenho do arco melódico principal, sustentado na batida bossa nova e na harmonia simples e funcional. A Catita deitada dentro de uma das caixas de brinquedos da Cecília ilustra o sentimento de calmaria que a canção sugere*: ludicidade nas palavras brilhando num colorido alegre e vivo como são os cantos de crianças...* Onde se lê Catita e Cecília, nesse Blog é Magnólia e sua caminha.


Na mémória do samba
Richard Serraria e Marcelo Cougo

Intro A7M-A9-Am7A7M-Am7-A7M E7

Bm
Na memória do samba
A7M
Tem jongo, palavra, dança tem lama
Na cabeça do nego
Na descida do morro
Tem meio dia inteiro
Sossego na caída da noite
Na pá virada de fome
Na força que vem de dentro do homem...

C#m-Bm
Na parede de vento
Na vida de ginga
No barro da língua

C#m-Bm
Na chance perdida
Na ginga que gira
E7
A vida tão linda...

A7M C#m
Nunca se dirá que é só samba
Bm
Nunca se dirá que é só céu

A7M C#m
Na palma do destino que é só lança
Bm
Na alma do menino nasce o samba.

E7 Bm
Na mixórdia da sombra
A7M
Tem dengo, chamego que recua e avança
Na descida da lomba
Na batucada da pança
Tem vendo vindo ligeiro
Epaeio na Lomba do Pinheiro
Na lançada de longe
No banzu que vem de dentro do homem...

C#m-Bm
No telhado de vento
No chocalho da língua
O barulho da Tinga

C#m-Bm
No assoalho à míngua
No bagulho de zinco
E7
Um fado bem vindo...

A7M C#m
Nunca se dirá que é só samba
Bm
Nunca se dirá que é só céu

A7M C#m
A água é quem desce lá da lomba
Bm
O sol é que é o pai da sombra.

A7M-A9-Am7A7M-Am7-A7M
Na memória do samba (repete)

...http://vilabrasilcodigolivre.blogspot.com/

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Sabadão Bataclão


No sábado passado nos reunimos, eu mais Serraria, Bódi e Duke, em Ipanema para criar música. Faz parte de uma estratégia de reenergização da criação Bataclã FC. Fazer um som de forma mais coletiva, com os atritos criativos que rolarem na hora, exercitando a boa vontade e o ouvido para a opinião do outro e fundamentalmente nos entrosando e curtindo mais tudo isso. O resultado foi muito interessante. Música pronta, letra feita coletivamente mas com grandes menções ao Serraria, baita poeta. A melodia foi mais coletiva, a ritmação das palavras um achado constante. Achei muito legal, despretensioso, o tema escolhido: Futebol x Mulher...sem machismos, só tinha homem na treta, todos curtidores do ludopédio e do sexo oposto, nessa ordem ou na inversa. Ou vai ou racha, o Samba do Malandrotário:

Amor Malandrotário
(Serraria, Redenção, Bódi e Duke Jay)

Vou contar para você a minha história
Da garota da embratel (lá do céu) altos da glória
sou de 1971 noves fora sou 171
batucada uma gelada e o futebol (rock and ról)
foi num domingo de sol
todo mundo me esparando lá no bar
não parava de tocar meu celular

foi quando ela disse na minha cara
Centroavante matador não perde gol dentro da área
ou vai ou racha

Garota da capa do Diário
quase mata de amor esse velho proletário
quase nada esse amor malandrotário

E se eu me atrasar ela corta meu baralho
esse samba meu sinhô é ducaaaaaaramba

Combinamos tb de dar uma injeção no Blog da Banda postando nossas discussões virtuais e mais que reais para termos um panorama da construção do trabalho.
...http://bataclafc.blogspot.com/